30 de março de 2013

Feliz Páscoa!!!

Um vídeo para vocês apreciarem nessa páscoa. Porque independente de religião, todos nós somos cristão e acreditamos em Jesus Cristo.
Que possamos lembrar do real significado da Páscoa. Que possamos nos regozijar em Seu nome, relembrar a Sua ressurreição com reverência e sermos gratos pelo Seu sacrifício. Que possamos voltar o nosso coração e pensamentos a Ele, o Rei dos reis!

27 de março de 2013

Falando de Beleza, ou seja, faltando a BELEZA

Eu não fui afortunada na gravidez. Meu rosto encheu de espinhas e meu colo também. A situação ficou feia pra cá!
Eu tenho bochechas salientes e elas ficaram bem mais na gravidez. Eu me achei horrorosa na gravidez. Fugia de fotos até!
9 dias antes do Pedro nascer (acabada!!!)
Estava na última atividade da faculdade, pois é, eu tive que ir!
Cabelo e pele marromeno!
E eu ainda estou me sentindo horrorosa! Sinto falta de cuidar de mim, me sinto feia, desengonçada! Aff! Ser mãe não é fácil e temos que abrir mão do tempo que tínhamos antes desses anjinhos entrarem na nossa vida!
Meu cabelo era bem melhor antes de engravidar. Era e sempre foi cacheado tipo leãozinho, mas eu conseguia domá-lo na chapinha. Hoje se eu conseguir convencê-lo a não sair "armado" já é um milagre.
Meu cabelo pós gravidez tá uma porcaria. Não fica bom com chapinha. Tentei a progressiva, pois tinha feito antes da gravidez um par de vezes e amei e meu cabelo ficou MARAAAA!
Quando o Pedro entrou no sexto mês, fui lá e fiz a milagrosa! Não adiantou! Não gostei! Meu cabelo está sem vida, tá chocho!
Faz dois dias que não vou na faculdade e não tive tempo de arrumar a juba e o leãozinho ficou solto dentro de casa. Eu até tento arrumar, dar um jeito, mas ai vem o meu menino querendo brincar com o fio da chapinha. Sem sucesso então!
Eu queria aquela Gislene de antes de engravidar mais com o Pedrinho de hoje. Vou tentar a progressiva de novo acho que mês que vem quando o furacão das provas da faculdade acalmar. E semana que vem já estou marcando na minha agenda corte, hidratação (talvez escova, pois não é todo mundo que sabe dar escova nesse trem aqui), fazer as sobrancelhas. Acho que só!
Já avisei pro marido e ele concordou. Eu me sinto ótima espiritualmente, tenho um filho maravilhoso, meu casamento vai bem, mas estou descontente com essa pessoa que não sou eu. Nunca fui vaidosa, mas nunca cheguei nesse extremo.
Não ligo para a barriga que ficou, pois com o tempo ela vai sumir. As espinhas sumiram e as marcas no busto também, não tive estrias na barriga. Mas o meu cabelo. Socorro gente! Mulher gordinha, com estria, com marcas de espinhas, com espinhas na cara até dá para passar, mas mulher com o cabelo feio num dá! É o que eu penso! Até porque quando eu estou de bem com a juba nem ligo para outras coisas, mas eu não estou de bem com ele.
Olha a evolução desse cabelo! Não é pra chorar?!?
Vem em mim progressiva e dessa vez, por favor, me faz feliz!

Esse da primeira foto é o meu marido, a foto foi tirada em 2010. O povo acha ele muito parecido com o Pedrinho .
A segunda foto foi no comecinho de 2011, não estava grávida. As duas últimas foram esse ano, menos de dois meses atrás. É pra sentar e chorar com a evolução desse cabelo! Olha as pontas dessa juba na última foto, olha essa raiz!!!

E vocês, ficaram descontentes com algumas mudanças pós gravidez?!?
Se sim, tamo junta amiga nessa batalha!

20 de março de 2013

9 Meses - Dormindo a Noite Toda

Na nossa cama!

Pois é, por enquanto berço nem pensar. Está enfeitando o nosso quarto. Eu queria muito que ele dormisse em seu berço. Até dorme, mas acaba acordando trocentas vezes na noite e ai a noite não rende. E quando ele dorme na nossa cama, o anjinho dorme a noite toda, nem acorda chorando ou procurando o tetê.
Acho que é psicológico, só pode!
Eu sempre tento colocá-lo em seu berço, mas sempre acontece algumas coisas para atrapalhar. A última vez que tentei, meu marido teve problemas nas amígdalas e acabou indo dormir na sala de tanto que ele roncava. Ai eu fiquei sozinha na cama. E gente, eu não gosto de dormir sozinha! Acabei arrastando o Pedro para dormir comigo (culpa minha) e passamos quase 3 semanas dormindo juntinhos até meu esposo pôder voltar a dormir de novo na cama (sem roncar).
Isso nem faz uma semana. Colocamos ele de volta no berço, mas ai sabe né, dá 2 horas da manhã, o moleque chora, marido não aguenta ficar levantando e acaba colocando o Pedro na cama.
Sei que precisamos ter disciplina, mas tá tão difícil.
O inverno parece que chegou (mas não chegou) e aqui tá frio demais. Ontem (segunda) fez 16ºC com sensação térmica bem abaixo disso e eu acabei pegando uma gripe que me derrubou. O Pedro acabou dormindo novamente conosco porque eu não tinha condições de levantar a noite. E meu marido anda tão cansado que às vezes nem acorda quando eu chamo. 
E estava tão frio que fiquei pensando no meu bebê naquele berço gelado. Não tive coragem de deixá-lo lá sozinho.
Eu estou um pouco melhor da gripe. Tomei remédio de madrugada que dormi e nem vi quando o Pedro acordou de manhã. Acordei com ele em cima de mim brincando e todo molhado. Isso nunca aconteceu, mas sempre tem a primeira vez, não é?
Sei que estou bem sumida, mas eu estou tão preocupada com a creche (do mal essa creche) e com a faculdade que estou ficando neurótica e fico olhando classificados, mural de estágio da faculdade. E eu fico pensando: Nossa, seria tão bom poder ter a certeza dessa creche, mas nada ainda. Diz a lenda que ela vai começar em abril. Se for dia 1º é MENTIRA! hehehehehe
Nem eu vou acreditar! hehehehe
O Pedro já está com NOVE meses. Outra gestação! hehehehe
E ele está tão esperto, tão sapeca, tão amoroso, tão tudo que eu só tenho a agradecer por essa benção em minha vida. Eu quero muito um estágio, mas eu só vou aceitar se não for afetar o tempo que eu tenho com ele. Ele é tudo pra mim, meu tesouro lindo!
Hoje ele me surpreendeu.
Mesmo doente, resolvi fazer um bolo pro meu esposo levar para fazer um lanche da tarde no trabalho. A minha sala e cozinha é um ambiente só separado pela minha mesa. Como o forno estava ligado e o fogão quente (e ele adora o fogão), eu coloquei uma barreira para ele não entrar na minha cozinha. A barreira ia da ponta da mesa até a parede, mas embaixo da mesa estava livre somente com as cadeiras encaixadas embaixo dela. 
Pensei comigo: Isso vai manter o Pedro longe daqui, ele vai ficar na sal.
Gente, ledo engano! O menino entrou embaixo das cadeiras, passou a mesa e ainda ficou rindo da minha cara. Super esperto! Pensei que a minha barreira iria limitá-lo! Acabei tirando a barreira e dei meus pulos para mantê-lo afastado do fogão.
Outra situação hoje foi que eu o peguei lambendo o frasco do Bom Ar. Peguei da mão dele e guardei. Ele nem reclamou, mas ele viu onde eu guardei e o bonitinho foi buscar. Se esticou todo e conseguiu pegar!
Ele é bem esperto para algumas coisas, mas bem preguiçoso para outras. 
Engatinhar e ficar de pé segurando nas coisas é com ele mesmo. Mas falar, imitar alguns gestos como mandar beijo, chamar alguém com a mão ele não aprende. Até aprende na hora, mas no outro dia nem sequer lembra.
Ele aprendeu o gesto da música "Meu Pintinho Amarelinho" (bater o dedo indicador na palma da mão) e quando eu começo a cantar, ele já começa a tocar a outra mão com o dedo. Eu ensinei, mas ele nunca fazia, ai a filha da minha vizinha fez e ele "aprendeu". Somente outra criança para ajudar a fixar algo na mente de outra criança.
Dá tchau quando falamos tchau!
Grita quando vê que não estamos dando atenção pra ele.
Pega o telefone e coloca na orelha e fica "aaaaaaaa" #mederreto!
Come de tudo; #amoooooo!
Adora tomar banho; #cheirosodamãe!
Já consegue ter uma mente estratégica - Esses dias peguei ele embaixo da cama porque um brinquedo dele estava lá e ele foi buscar. Ele sempre faz isso. Os brinquedos dele sempre vão parar embaixo do sofá e eu sempre vejo ele esticando o bracinho pra pegar e quando não consegue fica bravo.
É uma lixeira humana. Não sei se já contei, mas já peguei um grão da ração do cachorro na boca dele, resto de comida que cai no chão, peças pequenas. Por isso que sempre fico atenta ao que tem e cai no chão.
Já consegue subir no sofá se tiver algum apoio #Perigo
Nasceu os dois dentinhos de baixo com oito meses! Uhuuuuuuuu! 
Vive me mordendo! (ô-ou)
O levei pela primeira vez ao Pronto Socorro dia 31 de janeiro (acho) por causa de uma gripe. Teve que fazer inalação e tomar antibiótico e tirou chapa do pulmão. Estava já com começo de broncopneumonia. Mas já está tratado e melhor. Relatei na Pediatra e ela falou que foi devido aos dentinhos que estavam nascendo ainda e isso faz com que a imunidade da criança baixe.
Bem, hoje (terça) encontrei o meu fone de ouvido do computador quebrado e à noite ele babou na minha câmera. Pensei que tinha quebrado porque a máquina não mostrava nada. Ela captava tudo branco!
Bem, acho que é só isso! Madruga aqui, preciso tomar remédio da gripe e cair na cama! 
Volto com alguns posts que já estão prontos no meu celular.
Beijos


10 de março de 2013

E a creche?



Gente, vocês acreditam que a creche ainda não está pronta?
Eu ia falar da situação cômica do meu marido com a maldita amigdalite que não me deixa dormir. Ele está bem melhor, mas continua roncando de um jeito pavoroso que está tirando o meu sono. Mas conto sobre isso depois.
A minha preocupação maior agora é a creche que tinha as aulas previstas para o início do ano letivo em fevereiro, mas foi adiada porque as obras não estavam prontas. Ai deram o prazo para final de fevereiro/começo de março, mas até agora nadaaaa!
Gente, eu queria parar de acreditar que sou azarada. Mas desse jeito está impossível! Eu inscrevi o Pedro em três creches da prefeitura e consegui vaga nas 3, mas eu escolhi a vaga da creche mais próxima: a do meu bairro porque assim eu não precisaria de transporte para levar o Pedro.
Sorte que eu larguei o emprego para poder ficar com o Pedro. Eu adoro, mas eu preciso resolver tanta coisa e fico presa esperando a bendita creche começar.
O meu penúltimo semestre da faculdade começou e veio a BOMBA! Preciso fazer estágio obrigatório e todas as meninas da minha sala estão estagiando e eu? Tô me sentindo um peixe fora d'água. Excluída do mundo e sem poder concorrer às oportunidades!
Sabe quando você se sente pior do que o cocô do cavalo do bandido??? Sou eu! As oportunidades estão lá fora e eu aqui de mãos atadas.
Gente, não quero que pensem que quero me livrar do meu filho, não é isso. É que eu quero cumprir e gosto de cumprir todas as coisas com excelência. E o estágio seria somente 6 horas por dia e dependendo do horário, daria para deixar e buscar o Pedro na creche! Seria um sonho!
E eu quero que o Pedro tenha contato com outras crianças. Ele está tão grudado comigo que não quer ficar com quase ninguém. Estranhou meus sogros, o pai não consegue acalmá-lo! :(
Eu me sinto exausta muitas vezes! 
A experiência de ser mãe é maravilhosa, mas assim como a necessidade de ser mãe é primordial, a minha vida profissional também é.
E eu estou em uma balança:
 Ser mãe X Ser profissional
Sei que posso conciliar as duas coisas e essa necessidade de trabalhar é mais por causa da faculdade. Depois que a faculdade terminar terei que tomar outras decisões, mas sempre pensando no bem do meu filho em primeiro lugar. Nunca vou deixar que o trabalho tome os momentos preciosos com o meu filho, pois ele é mais importante.
Acho que essa minha preocupação tá me deixando tensa, pois quase sempre termino o meu dia com uma baita dor de cabeça e insônia.
Alguém pode me dar algum consolo? Estou precisando muiiiiitooooo!

8 de março de 2013

Tenho ou Não Razão?

Oiiiii,

Faz um pouco de tempo que cheguei da faculdade louca para vir aqui blogar. E estou aproveitando que o Pedrinho está dormindo e vim desabafar!
Sei que o layout tá feio e eu vou trocá-lo. Só preciso de tempo.
Vamos lá ao nosso pequeno problema!
Desde que o Pedro nasceu, eu o deixei com uma amiga para poder ir para a faculdade. Ela ficou um semestre inteiro com ele e depois que a minha licença-maternidade acabou, ela começou a ficar também durante o dia com o meu sapeca.
Vi que estava perdendo muito e sai do emprego em janeiro. Passei a ficar em casa todos os dias. Preferia assim, pois percebi que estava perdendo muito do desenvolvimento do Pedro. 
A moça que ficava com o Pedro tinha dado certeza que continuaria a ficar com ele durante a noite quando a minha faculdade voltasse. Acabou não dando certo e às vésperas de começar mais um semestre, ela falou que não poderia mais ficar com ele. E a nossa luta começa para conseguir outra pessoa. Meu esposo chega em casa, na maioria das vezes, a partir das sete e meia da noite e nesse horário eu já tenho que estar na faculdade. 
Eu não poderia deixar com a minha sogra ou cunhada porque elas não são uma ajuda garantida e constante.
Calma que vou chegar no ponto que eu quero!
Acabei perguntando para a minha vizinha se ela poderia ficar com o Pedrinho até meu esposo chegar e ela concordou. Ufa!
Afinal, ela tem uma filha de um ano e meio e poderia ser mais fácil porque o pedrinho teria uma companhia.
No primeiro dia que deixei o Pedrinho: Choro de soluçar!
Como combinado, ela me ligou e falou que ele estava chorando demais. Liguei pro meu esposo e ele largou tudo e foi buscar o Pedrinho.
Segundo Dia: Mais choro!
Marido foi buscar de novo.
Terceiro Dia: Chorou menos.

Meu marido acabou com as amigas amígdalas inflamadas com direito a febre alta, dor no corpo e um pouco de manha. Acabei não mandando o Pedro para ficar com a vizinha, pois meu esposo estava em casa. Passamos a segunda, a terça, a quarta e a quinta sem mandar o Pedro. Ele foi na sexta e chorou de novo, mas foi bem menos, bem menos mesmo. Já estava se acostumando! Aliviou um pouco meu coração, mas ainda voltei correndo da faculdade para socorrer o meu bebê. Ele estava com ciúmes da bebê dela!

Outra semana começa!
Segunda-feira eu fiquei com a bebê dela e o Pedro! Desafio duplo! Eles brincaram e brigaram! Fácil não foi! Eu fiquei o dia todo com os dois! Foi uma loucura!
As quatro da tarde ela pega a filha dela e duas horas mais tarde eu deixo o Pedro com ela.
Gente! Ele não chorou!
Foi só brincadeiras e risadas e muito colo!
Está adorando!
E o meu coração está mais tranquilo!
Faz 4 dias que o Pedro não chora!
Na quarta-feira, a moça teve missa em sua casa da igreja católica.

Olha a bomba agora!
O nosso combinado sempre foi de que assim que o meu esposo chegasse, ele iria buscar o Pedro. Quando o meu marido foi buscar o Pedro ainda estava tendo reunião na casa dela e o Pedro estava calmo no colo dela. 
Vocês acreditam que o meu marido viu o Pedro calmo e deu meia volta e foi na casa de um amigo que tinha convidado ele para jantar e depois de jantar foi buscar o Pedro quase uma hora depois!
Eu fiquei muito envergonhada pela atitude dele e muito zangada também. Isso já tinha acontecido antes com a outra moça que tomou conta do Pedrinho e já tínhamos conversado a respeito. Ficou claro que eu não gosto dessa atitude dele! Mas ele voltou a repetir!
Não estou dizendo que ele é um mau pai, ele é um ótimo pai. Se esforça para trabalhar, troca fralda, faz mamadeira, dá banho. Tudo isso ele faz se preciso for! E eu fico orgulhosa disso, porque eu conheço homens que são pais que nem trabalhar querem e nem ajudam as esposas! Lamentável!
Mas vocês concordam comigo que um filho tem sempre que estar em primeiro lugar? Eu sou mãe 24 horas e ainda faço hora extra se preciso for e não tenho intervalo. Nem tempo de ir no banheiro eu tenho direito, porque se eu demoro demais, a cria já sente a minha falta e começa a bater na porta querendo a minha companhia. 

Aconteceu esses dias, deixei o Pedro com o pai e fui tomar banho. Fechei a porta e dois minutos depois, eu  escuto alguém bater e ficar "falando" alguma coisa. Enquanto eu não abri a porta ele ficou batendo. Eu não tenho folga! E mesmo que eu deixe o Pedro com alguém para resolver algumas coisas, eu vou num pé e volto no outro. E se estiver com aquela vontade urgente de ir no banheiro, eu vou buscar o Pedro primeiro, porque a minha necessidade de Mãe é maior do que qualquer outra necessidade! Eu sempre fico para depois, mas eu escolhi ser mãe e não me arrependo e me dedico a isso.

Agora me diz:  Por que alguns (não vou generalizar) homens não fazem isso? Por que não revêem as suas prioridades e param de pensar sempre no EU?

Nós dois, civilizadamente, conversamos novamente e ele pediu desculpas. Prometeu que não vai mais acontecer. Ontem (já é madruga da sexta hehehehe), ele fez diferente. Precisava resolver algumas coisas e levou o Pedro. Agora me diz de novo se não adianta "brigar"? Água mole em pedra dura tanto bate até que fura!
Acho que ganhei mais essa batalha!

A história de Pedro e Mamãe

A história de Pedro e Mamãe