24 de abril de 2013

10 Meses - Banho de Sol


(Arquivo pessoal)
Primeira foto à esquerda: Eu bebê com 2 meses.
Foto do meio: Esperando a vovó vir me buscar para a mamãe ir para a faculdade.
As duas fotos da direita: banho de sol hoje de manhã.

Quando o Pedrinho nasceu e estávamos esperando os documentos da alta, eu percebi que ele estava um pouco amarelo, mas o pediatra que tinha passado pela manhã não tinha comentado nada. E não seria eu que iria falar alguma coisa, não é? Pois eu estava louca para sair daquele hospital, tinha passado a noite em claro com ele chorando e quando eu conseguia fazê-lo dormir, eu me deitava na cama com ele e apagava a luz do quarto. Quando eu estava cochilando, era hora do medicamento e vinha a enfermeira no quarto e acendia a luz, saia e deixava a luz acesa! Foi a pior noite da minha vida (naquela época).
Enfim, voltamos para casa e sempre que o tempo colaborava, eu ficava uns 15 minutinhos com o Pedro no sol. O amarelão era mais evidente na área dos olhos e no nariz e aquilo me deixava preocupada (mãe de primeira viagem). Quando fomos a consulta da pediatra, falei do amarelão e ela comentou que era normal nas crianças recém-nascidas e que após o primeiro mês o amarelão sumia definitivamente.
Mesmo assim, eu não abro mão de colocar o Pedrinho para tomar banho de sol sempre que possível e ele adoraaaaa! Quando preciso entrar, ele chora porque quer ficar na rua! Rueiro todo! hehehehe
E é super importante que possamos colocar os pequenos ao sol. Sempre antes das dez da manhã e após as 16 horas. 
Aqui fala uma coisa super importante que nós, mamães, precisamos saber. Como eu acho super chato ler artigos inteiros em blogs, eu tirei duas partes importantes que eu achei no artigo.

" O bebê recebe da mamãe pelo leite materno a vitamina D, que fica inativa no organismo do pequeno. Para que essa vitamina se sintetize e proporcione a absorção do cálcio, o bebê precisa tomar banho de sol. São os raios solares que transformam a vitamina D inativa em ativa, conseguindo absorver melhor o cálcio, fundamental para o desenvolvimento e crescimento dos ossos."

E as possíveis consequências da não exposição ao sol:

"O banho de sol feito em casa também vale. Deixe o pequeno perto da janela em que o sol entre. Só não pode fechar o vidro. Os raios solares que sintetizam a vitamina D não passam pelo vidro.
A falta de vitamina D na alimentação ou a inadequada exposição aos raios solares pode causar raquitismo na criança, doença do tecido ósseo que ocorre durante a fase de crescimento, caracterizada por inadequada mineralização do osso por falta de vitamina D ativa."
Vale a pena saber não é? Eu tenho saído mais de dentro de casa. Tenho uma preguiçaaaaa! O povo aqui não é muito de sair de dentro de casa, eu estou colocando ele na calçada da minha casa, coloco a "motinha" dele lá e ele fica passeando pelas calçadas. Mas sempre com a minha supervisão. Sábado passado, aproveitei o solzão e fui lavar a minha calçada e adivinha quem veio atrás? O sol não estava quente, pois era um sol de outono, mas pelo menos quebrou o galho. E o Pedrinho adorou, cansou e acabou dormindo a tarde toda! Foi a melhor parte, não é?
Só brinca com o que não pode! Mas estava devidamente sem resíduo de detergente e fechado.

Ah! Sobre o post anterior, as coisas continuam caminhando normalmente. Eu só queria desabafar. São coisas bestas, mas que se eu não me manifestar e querer alguma mudança, aquilo vai se enraizar e vai ficar sempre como minha responsabilidade. Creio que para termos sucesso no casamento, precisamos dividir tudo dentro e fora de casa. A cada "briga" minha, ele tenta melhorar em alguma coisa. Tem sido mais participativo com o Pedrinho, mas em casa ainda continua na mesma. Acho que a nossa cultura educa o homem dessa forma. Como um amigo dele me disse: "a mulher é criada e educada desde cedo a cuidar da casa". Eu não concordo que é somente o dever da mulher, o homem tem que participar sim e vou tentar passar isso na educação do meu filho. Eu quero que além dele ser um homem "melhor", quero que ele seja independente, pois nem sempre ele terá a mim para fazer as coisas para ele. Eu acho tão bonito aquele casal que tem uma sintonia própria e se ajudam mutuamente sem ninguém implorar que isso aconteça.
Será que antes das bodas de ouro de casamento eu consigo?

Preciso ser otimista, não é?
Depois volto com as novidades dos dez meses do meu guri lindo, fofo que eu tenho vontade de apertar! hehehehe
Ah! Gostaria também de saber de vocês, o que vocês fazem para manter as meias brancas do baby sempre brancas. O Pedrinho tá "andando" e as meias do guri que eram brancas ficaram encardidas. Vi algumas dicas na net, mas encontrei o meu próprio método e vou passar para vocês em outro post.
Beijinhos

14 de abril de 2013

Quero Nem Saber



Todo mundo sabe a minha enorme vontade de querer voltar a trabalhar. E ultimamente tem acontecido coisas dentro do meu casamento que a vontade só aumenta.
Na nossa religião, é-nos aconselhado nos manter afastados de dívidas, pois ela enfraquece e até destrói um casamento. Nós estamos nos organizando bem melhor desde que o Pedro nasceu, mas é impossível sempre comprar as coisas a vista e muitas vezes nos prendemos ao cartão de crédito.
Mas estamos bem mais sábios, as nossas dívidas são de médio e curto prazo.
Só que temos brigado demais, muitas vezes por besteira. E uma delas é dívida. Eu não me conformo em muitas vezes em sempre pensar no bem-estar do próximo e eu sempre fico a ver navios. Estou sempre presa dentro de casa, não consigo sair para comprar roupas para mim, não consigo sair para ir no cabeleireiro, nem fazer as unhas, nem as sobrancelhas. Todo o meu dinheiro tem ido para as contas de casa (estou recebendo seguro-desemprego), tenho sempre que ajudar nas despesas porque senão algumas contas ficam para trás. Por isso também a necessidade de trabalhar. As nossas contas são muito altas. Só a prestação da moradia e o nosso carro já se vão R$ 1.500,00. Mais ai temos água, energia, internet (não vivo sem por causa da faculdade e até já pensei em cancelar a TV por assinatura e ficar só com a net e o telefone, mas ele não aceita). Então, todo mês eu sempre pago água, luz, pacote de TV+Net+Telefone e ainda mais a conta do cartão de crédito e mais algumas outras contas que surgem no mês. Resultado? 
NUNCA NÃO SOBRA NADA PARA MIM!!!
Gente, eu não estou reclamando de pagar as contas. Esse não é o foco, mas sim a forma que as coisas estão acontecendo. É muita ingratidão pelo meu esforço em ajudar. Desde que eu fui obrigada decidi ficar em casa, toda a responsabilidade de manter a casa limpa, arrumada, lavar roupa, louça, lavar banheiro ficou tudo para mim.
E ultimamente, as coisas só tem piorado. Faz 1 semana que aconteceu uma coisa que até hoje não me desceu pela garganta. Ele tinha uma reunião da Igreja para ir, eu passei o dia todo faxinando a casa e ainda estava com crise de asma. Ele chegou atrasado em casa para tomar banho, então eu decidi ajudar passando a sua roupa. Antes de sair, ele pediu que eu pedisse uma pizza para quando ele chegasse. Passei quase uma hora tentando pedir a pizza (sábado a noite).
Eu tinha faxinado a casa, mas não deu tempo de lavar a louça e não tinha nenhum copo e talher limpo. E enquanto ele estava na reunião, uma amiga me ligou e conversamos até ele chegar (nunca fico no celular porque o Pedro nunca deixa e assim que ele chegou eu desliguei). 
Quando eu falei que não tinha copo nem talher, ele ficou com aquela cara pro meu lado. Reclamou por eu ter estado no telefone e não ter lavado os pratos. Foi motivo pra briga. Ainda estou brava com ele.
Sábado (hoje é madrugada de domingo já - só assim para poder vir aqui escrever), eu arrumei a casa e deixei tudo arrumado, até a louça lavada. Tomei banho cedo, lavei o cabelo com a intenção de arrumá-lo. Ligo para ele perguntando se ia demorar ainda, disse que estava no caminho para casa. Quando ele chegou, eu estava tentando arrumar o cabelo. Ele queria sair um pouco (casa da mãe dele e sei lá pra onde mais), perguntou se eu iria demorar e falei que não. Terminei um pouco tarde e ficou de cara de novo comigo porque já era quase 10 da noite. Me irritei e falei que não iria mais. 
E sabe o que ele falou? Falou que eu fiquei o dia todo em casa e poderia ter arrumado o cabelo durante o dia. E perguntou o que eu fiz o dia todo!
Genteeee, posso com uma coisa dessa?
Insinuou que não fiz nada o dia todo!
A porcaria da casa estava limpa e ele não percebe?
Estou cansada de ficar em casa limpando, lavando e não sendo reconhecida e ainda por cima não ganho R$ 1,00 pelo que faço e ainda pago para ficar em casa.
Às vezes, eu queria ser um pouco egoísta e pensar mais em mim. Um dia eu consigo!
Meu casamento não vai acabar por causa dessas coisas, mas são coisas que me deixam muito desanimada. Eu não me importo de ficar em casa tomando conta do meu filho, mas sim pela maneira que estou sendo tratada. 
E já não adianta falar porque eu sempre sou a errada. Ele é o ban-ban-ban da história.
E sabe o por quê do título? Ele saiu e chegou com o Pedro dormindo. Só que o Pedro acordou e ele não conseguia fazer o Pedro dormir. Queria que eu parasse o que estava fazendo e fizesse o Pedro dormir e falei "Quero nem saber!", ou seja, ele que se virasse.
Mas ai ele soltou o Pedro no chão e foi dormir. E estamos aqui eu e o Pedro na sala e ele dormindo. Sabe, é muito fácil ser pai e não trocar uma fralda. Quando ele chega em casa, o Pedro está limpo, trocado, alimentado e ele só precisa brincar com o Pedro, coisa que muitas vezes não acontece. Sempre acha que é hora do menino estar dormindo. Mas enche a boca para dizer: Meu filho!
E eu fico com o trabalho pesado e não sou reconhecida. Eu que fico acordando a noite para olhar o Pedro em seu berço, eu que passo noite acordada se o Pedro estiver doente enquanto ele dorme a noite toda.
Parece que estou tomando conta de duas crianças. Acho que o meu remédio é voltar a trabalhar, assim vou me sentir melhor, vou poder cuidar de mim e do Pedro mais.
Só espero que essa situação melhore e ele seja o pai que o Pedro merece e o esposo que me prometeu quando casamos!
Dona de casa sofreeee!!!
O que vocês fariam na minha situação?

12 de abril de 2013

Olha só quem está andando!!!

Bem, quase andando!
Essa é a novidade! Estou tão feliz! Fiquei besta quando ele deu o primeiro passinho em minha direção 
Ele já ficava em pé sozinho e sem apoio. Mas eu nunca acreditei que ele fosse andar antes de 1 ano. Agora ele já consegue dar uns 5 passinhos e cai. O problema é que ele quer correr e acaba caindo. 
Bem, mas já é um começo, não é?
Agora ele não pára, vai do rack pro sofá (2, 3 passinhos).
Esse corajoso começou a dar os passinhos no domingo passado. Estávamos nós dois sozinhos, eu sentada no chão brincando com ele e ele trelando pela casa e de repente ele soltou do rack e veio em minha direção. Fiquei tão feliz, que fiquei no repeteco! Colocava ele sempre pra andar! hehehehe
Eu estou tão feliz com essa conquista dele e não tem preço ver a cara de felicidade dele quando eu faço a festa por ele estar dando os passinhos.


Bem, a novidade é essa. Não tá andando perfeitamente, tá dando só alguns passinhos, mas nós acreditamos que em duas semanas, ele já vai estar realmente andando! E eu não vejo a hora disso acontecer.
Algumas pessoas me dizem que não vou ter sossego. Me falaram isso quando ele começou a engatinhar e eu não estou vendo dificuldade alguma. Eu estou tentando aproveitar cada momento de conquista dele e não vou limitar meu filho só porque vai dar um pouquinho de trabalho. Sinto prazer em arrumar a bagunça dele e em vê-lo feliz. Enquanto estiver trelando e bagunçando, eu saberei que ele está bem e saudável. Quando ele ficar quieto demais, ai sim eu me preocuparei.
A foto não ficou das melhores e o meu modelo tmb não ajuda.
Preciso de uma câmera nova urgente!

PS: Ele completou dez meses ontem e eu ainda não comecei a preparar sua festinha de 1 ano. Depois eu volto para comentar a respeito.

8 de abril de 2013

Tag em Fotos




Dessa vez eu ganhei essa TAG da Rafa, Mamãe da Júlia. A TAG tem que ser respondida em fotos com legendas. Depois eu tenho que convidar 5 pessoas para responder essa TAG.
Vamos as perguntinhas:

1. Quem é você?

Sou essa maquiada e sem nenhuma baba hehehe
Bem, meu nome é Gislene, tenho 25 anos (tô velhinha)
Sou casada há quatro anos com uma pessoa que faz os meus dias os mais felizes
(obs: só quando eu não estou de TPM, nem chateada  com alguma coisa que ele fez hehehehe)
Sou Universitária (sofredora), sou muito besta, confio fácil nas pessoas e acabo me machucando.
Sou sincera, amiga, perfeccionista, birrenta, amo de verdade sem limites, sou verdadeira nas minhas amizades,
gosto de fotografia (gostava mais antes do Pedro aparecer hehehe), adoro ler (nunca mais fiz isso desde que o Pedro nasceu), sou romântica,
adoro mudar as coisas de lugar, a família que eu construí é tudo para mim.
Sou Evangélica (Mórmon), amo a minha religião e nela eu aprendo a ser uma mulher e mãe melhor. 

E enfim,
Eu sou a mãe do Pedrinho, o nosso furacão
2. Qual o seu maior sonho?


Viver feliz com a minha família (sem doença, sem dívidas, sem tristeza, decepção)
Mas por enquanto é terminar a minha graduação e sobreviver ao final de cada semestre.
3. Quem é a pessoa mais importante da sua vida?


Esse cara definitivamente é o Pedrinho
Ele veio completar os meus dias. Adoro quando ele acorda e eu falo: Bom dia, meu amorrrrrr!
E ele me dá aquele sorriso que me derrete toda. Começo bem o meu dia!

4. Uma frase

Nunca vou colocar a felicidade da minha família acima dos meus sonhos pessoais.
Pois o meu sucesso é estar junto deles. Sem eles não há felicidade verdadeira.

5. O que você aprendeu com a vida?

Já tive tanta decepção que isso me ajudou a ser mais forte e amar quem
realmente merece. Aprendi a me amar mais também!


Bem, é isso ai.

E as indicadas são:
Luly - Upis Mama (Privado)
Silene - Que Delícia Ser Mãe
Tacia - Eu, Ele e a Tal da Química

Eu sigo muitas meninas, mas a maioria parece que tem o rei na barriga, sabe? Tipo, nem sequer respondem a um comentário e algumas delas estão mais preocupadas em fazer "número". Prefiro manter as que realmente faz a diferença!
Algumas eu sigo, mas não vou indicar (mas se sintam a vontade para responder a TAG) porque elas também não respondem a essas TAGs que rolam na blogosfera.
Eu adorooo responder essas perguntas prontas porque se mandarem eu falar de mim: EU TRAVO. Por que só me vem duas palavras quando eu penso em mim mesma: MÃE DO PEDRO e INGRATA!
Pois é, sou assim entre outros defeitos.
Estou em semana de provas da faculdade e eu estou tão desanimada, morrendo de vontade de jogar tudo pro alto e ser feliz (sem a faculdade, é claro). Estou tendo problemas em me relacionar com o marido também (por isso o ingrata lá de cima).
Depois venho contar porque estou em "crise" com o marido. Vai ser tipo: CASOS DE FAMÍLIA hehehehe
E quero poder ter a ajuda de vocês.
Tenho tantaaaasss novidades! Mas e o tempo? Apesar de ficar em casa, eu passo o dia correndo atrás do Pedro. Mudei até a minha mesa de lugar para não ter o perigo dele se machucar. Tenho me esforçado mais também em ter um tempo de qualidade com o Pedro. Tenho sentado junto com ele no tapete da sala e brincado com ele. 
Aprendeu a dar língua, faz cara de mau... Tá tão esperto! Nunca imaginei amar desse jeito! Ele é o nosso melhor presente.
Vou me programar mais também para postar com frequência. Tenho prometido tanto que vou vir mais vezes, mas nunca cumpro. Pedro + Computador não rola. Ele não me deixa fazer nada no computador. Essa semana é a minha ultima semana de provas, ai sim vou poder vir contar como foi a nossa páscoa, as novidades quentinhas.
Ah! O tratamento lá no visual não rolou. Além de não ter com quem deixar o Pedro, a semana foi de chuva e sexta que passou, eu fui para a emergência com crise de asma (sorte que minha sogra pôde ficar com ele). Já estou bem melhor, mas ainda não totalmente.
Bem, vou indo que já são 3 e meia da manhã e vou acordar às 6 porque toda segunda, eu fico com a filha da minha vizinha de 1 ano e 6 meses. A mãe dela é diarista e só trabalha na segunda e sábado. É bom que ganho uma merrequinha (dá pra nada), mas pelo menos o Pedro está tendo a companhia de outra criança e os dois brigam brincam demais. Mas é relax! O único problema é que minha casa fica parecendo um campo minado de tanto brinquedo no chão. E no final do dia a minha casa parece que passou um FURACÃO + TORNADO + TERREMOTO. Parece uma guerra! hehehehehe
Bem, beijos e vou tentar voltar ainda essa semana para contar uma novidade super quenteeeee! Nem o pessoal do facebook sabe! hehehehehe

#Sou malvada mesmo hahahahahahaahaha

A história de Pedro e Mamãe

A história de Pedro e Mamãe