25 de março de 2014

Aplicativos que eu costumo usar

Post dedicado a Lu do blog: http://docelardaluly.blogspot.com.br/

Em fevereiro desse ano, eu e meu marido completamos 5 anos de casamento. E para variar, nós não comemoramos como gostaríamos. Eu estava super doente, peguei uma gripe violenta e ele nesse dia trabalhou até tarde. Tínhamos planejado sair para jantar fora, ter uma noite só nossa e deixar o Pedro em casa com a minha mãe (que afinal está indo embora mês que vem). Mas por obra do destino não rolou. Já estamos no final de março e ainda não tivemos essa oportunidade.
Vou contar um segredo: Meu marido ficar super chateado porque ele quer ter um tempo só nosso (eu e ele) e eu quero um tempo nosso (eu, ele e o Pedro). Eu não consigo viver sem o Pedro entendem? Assim como eu não consigo ficar sem o meu marido. Eles são meus amores e eu gosto de passar meu tempo com os dois.
Mas mesmo não comemorando, ele me deu presente de aniversário de casamento. Eu já estava há quase 1 ano sem celular. O meu antigo celular estava só pela misericórdia. O alto teor de baba deixou ele com paralisia geral. O touch screem já não funcionava do lado direito do celular, depois não funcionou geral, ele parou de vibrar e de tocar. Eu só recebia ligação. Uma tristeza!
Fomos no Extra Supermercados comprar não sei o quê e saímos de lá com um celular novinho e Android! Xonei! Finalmente poderia visitar o blog dazamigas sem precisar ligar o computador. Porque toda vez que eu ligava o computador, o meu menino vinha logo pro meu lado pedindo para assistir a Popó ou a Peppa (ronk ronk ele mesmo que imita).
Vamos a eles? Ah! São os que eu costumo usar!





Blogger – É um app próprio para usuários do Blogger.com
Quando o aplicativo Blogger estava instalado no meu tablet, ele funcionava, mas você não tem muita opção de edição. É só escrever e ponto! Nada de enfeitar demais o post. No computador eu colocava as fotos do tamanho que queria, justificava o texto. No tablet/celular vai tudo cru mesmo. Outra coisa, eu baixei o aplicativo blogger no celular e fui toda contente preparar o meu primeiro post com fotos. Não funcionou. Deu erro/ dá erro! Já desinstalei e instalei novamente. Mas post com foto não funciona. Só sem foto, já fiz o teste.



Bloggeroid
Esse realmente funciona. É igual ao aplicativo Blogger, sem frescuras. Post cru, mas ele aceita você colocar foto. É todo em inglês, mas é fácil de mexer.
Eu atualmente tenho usado esse.
É só escrever o post e publish. Se você quiser adicionar imagens ao post é só clica nos três pontinhos verticais no canto superior direito e vai aparecer algumas opções. Ai é só escolher Add Image, selecionar a imagem que quer e pronto.
Assim que você clica em “Publish”, vai aparecer novas opções. Não esqueça de verificar se o post vai ser publicado no blog que você pretende. Pois como se você tiver blogs inativados e blogs testes igual a mim, o post pode ir parar no blog errado.
Feito isso, você pode confirmar a publicação ou simplesmente “Publish as draft” (publicar como rascunho – vai ficar salvo como rascunho lá nas postagens do blog).
Fácil não é?
Esse tem sito o meu aplicativo favorito.




Busuu – Esse é um aplicativo para quem quer aprender outro idioma.
Hoje, vindo trabalhar (eu estou fazendo um trabalho temporário para uma amiga), estava pensando em como eu desperdicei oportunidades de estudar e estar falando bem inglês hoje. Mas enquanto há vida, há esperança, não é?
Então hoje eu estava determinada a baixar algum aplicativo que me ajudasse a aprender e aperfeiçoar o que eu já sei. Busuu também é um site e você pode aprender junto ao computador também (www.busuu.com). Eu prefiro celular porque aonde eu vou, eu posso abrir o aplicativo e aprender. Ah! E funciona sem acesso à internet! Mas alguns exercícios precisam de acesso à internet para serem avaliados por nativos do idioma estudado. O exercício é enviado para análise!
Ele é bom para quem não tem noção alguma de inglês. Ele não vai ensinar gramática, mas ensinará palavras, expressões e frases.
A única coisa contra é que ele tem algumas falhas. Em um exercício para juntar as palavras português/inglês, eu encontrei Good Morning traduzido como Boa tarde. E alguns outros exercícios que eu sabia estar certa, o aplicativo disse que eu estava errada. Mas eu estava certa! E eles ensinam o inglês da Inglaterra. Então, haverá diferença na pronúncia.
Mas vamos tirar somente a parte boa não é?
 







Duolingo
Encontrei outro também. O Duolingo. Eu não gostei muito. Ele já é para quem conhece o inglês. Ele não te dá nenhuma estrutura para você que não sabe nem o verto to be. Ele já é indicado para quem tem alguma base. Eu que tenho conhecimento, não fiquei muito fã.




Bem, é isso. Tanto o Busuu quanto o Duolingo te dá chances de aprender outros idiomas além do inglês/espanhol. Eu estou fazendo inglês e espanhol.
Tudo o que eu expliquei aqui foi com base na minha experiência, se eu estiver errada, podem me corrigir e se alguém souber de algum detalhe a mais, ficarei feliz em compartilhar.

Espero que tenham gostado e se eu encontrar algum outro aplicativo interessante, venho compartilhar com vocês!


23 de março de 2014

O rato e o Pedro

Aqui em casa nós estávamos em uma época terrível em que vivia aparecendo rato. Sempre mantemos a casa limpa e não víamos sentido para tanto rato. Toda noite nós tínhamos a ilustre visita.
O rato vinha da casa do vizinho. Bem, agora não vem mais pois demos um jeitinho.
De tanto falarmos mal do rato, o Pedro criou na mente dele a ideia de rato. Nós não sabemos o que ele pensa ser um rato, mas sabemos que ele tem muito medo e chega a ser até engraçado.
E eu não sabia desse medo dele até pouco tempo atrás.
Ele está muito apegado a chupeta e isso tem me deixado incomodada. Não vive sem a chupeta. É "Pêta" o dia inteiro. Se ele se sente incomodado pelo sono a primeira coisa que eu escuto é: "mamãe!" (nesse tom autoritário mesmo) Eu logo respondo: "oi meu amor..."
E vem logo em seguida: "pêta..."
E ai de mim se não sou a bendita "pêta"...
Um dia enquanto o colocava para dormir e ele judiando da bendita "pêta" (ele estava batendo a chupeta na parede), pensei logo no rato e o adverti que se ele não parasse eu ia dar a "pêta" para o rato e o rato ia levar para os bebês dele.
Bem eu tive que cumprir o que eu falei! Doeu meu coração a reação dele. Era "mamãe, pêta" sem parar. O jeito foi dar a "pêta".
Hoje toda vez que ele começa a bagunçar demais, a fazer as artes dele se falarmos do rato ele logo pára.
Não fica sozinho em um cômodo se dissermos "olha o rato!"
Foge rapidinho. E o refúgio dele é o colo da mamãe.
Ah! Se ele soubesse que a mãe dele também tem medo de rato.
Acho que o medo de rato dele é o mesmo medo que tínhamos quando nossos pais falavam que se não fôssemos bonzinhos o homem do saco iria nos levar.
Ah! Ele também morre de medo do carro do lixo.
Afinal, Eu tenho um homem ou um rato em casa?
E ai, o baby de vocês tem medo de quê?

PS: desculpem a desorganização. Estou escrevendo do celular de um app que encontrei. Por enquanto parece que está funcionando...

13 de março de 2014

É hora! É hora de dormir!

Nós nunca tivemos problemas para dormir. O Pedrinho sempre foi participativo nas minhas sonecas. Adoro dormir desde que era pequena!
Quando ele nasceu, eu aproveitava cada cochilo dele e embalava no sono também. E ele continuou nesse ritmo até agora a pouco.
Antes de 1 ano e seis meses ele costumava ter a soneca da manhã, a soneca da tarde e às vezes uma curta soneca à noite e ainda dormia a noite toda.
Era a concretização do MEU FILHO perfeito.
A creche mudou essa rotina e a rotina dela impera aqui em casa. Nas duas primeiras semanas de adaptação, o Pedro chegava em casa super sonolento. Na primeira semana ele ficou até às 10 da manhã, dava tempo somente de dar um lanchinho quando chegávamos em casa e ele capotava na cama.
Na segunda semana, ele ficou até meio-dia. Eu não sei como é realmente a rotina da creche, mas quando meu esposo ia buscar o Pedro, ele sempre estava dormindo. Chegava em casa dormindo mesmo e às vezes acordava e não dormia mais.
Em todos os dias da adaptação, o Pedro sempre ia dormir à noite antes das nove da noite e às seis e meia estava de pé para ir à creche.
Quando chegou o dia de ir para a creche e ficar o dia todo, ele ficou doente e ficou uma semana inteira sem ir. Logo em seguida, carnaval. Mais três dias sem aula. Mandei ele quinta-feira passada, mas não na sexta pois ele voltou a ficar doente.
Amanhã a rotina retornará, pois percebi nesse tempo todo que a rotina da creche nos fez falta.
E eu sempre gostei de pôr o Pedro para dormir. Quando ele vai para a creche não dá tempo de pôr ele para dormir. E esses dias têm sido longos. A impaciência do sono me faz ficar muito tempo com ele até ele dormir e enquanto esse sono não chega, travesseiros criam asas e voam, eu viro travesseiro, as pernas dele encontram descanso no meu pescoço, na minha cabeça, na minha barriga. Uma bagunça!
Finalmente ele dorme e eu posso abraçar e admirar a jóia rara que o Senhor me deu.
Por ai também é essa luta?!?


PS. Esse post deveria ter sido postado segunda, mas o app do blogger do meu celular não está funcionando para enviar post. Até escrevo, mas falha ao publicar. ;(
E hoje ele chegou às 5 da creche e já às 6 e meia da noite já estava dormindo. Confesso que faz falta ele ficar até mais tarde bagunçando a casa.
Obrigada pelo apoio no post anterior. Muitas coisas mudaram. Vou resolver o problema do app do blogger e venho bater um Papinho com vcs.
Bjus

A história de Pedro e Mamãe

A história de Pedro e Mamãe