26 de novembro de 2015

Enxoval do Daniel Segunda Parte

Estou aqui assistindo novela mexicana e cheguei a conclusão que esse povo chora demais! Cadê a felicidade?
E Daniel pelo visto também não gostou, porque ele está aqui dentro remexendo como se dissesse: "me larga que eu vou trocar de canal" hahahaha

Mas eu não vim aqui para falar da novela e nem para falar daquela louça na pia me encarando.
Hoje eu vim falar sobre o enxoval do Daniel! 
Obaaa! Até que enfim!!!
#todascomemora!!!
Sabem porque eu demorei tanto? É porque eu tinha (tinha, ok?) que fazer montagem com as fotos, mas me bateu uma preguiça que algumas fotos vão sem montagem mesmo. Eu não estou numa fase muito boa de paciência.
Como eu falei no vídeo para vocês, aqui na minha cidade tem pouca variedade de roupas para meninos e as que tem pouco me agradam. E eu estou bem seletiva nessa gravidez. Não estou comprando tudo o que eu vejo pela frente e estou comprando o que eu realmente sei que o Daniel vai usar.
Quem vê o enxoval do Daniel, acha pouco tudo o que eu comprei até agora. Eu pretendo comprar mais alguns mijãozinhos e bodies, mas somente isso. Porque os bebês crescem muito rápido nos primeiros meses e seria um desperdício de dinheiro no momento. Preciso poupar dinheiro para o inverno que vem, pois roupas de frio costumam ser caras.
Mas o enxoval está mais ou menos assim:
bodies e mijãozinho à vontade (isso depende do clima da sua região. Aqui chove bastante no mês de janeiro e as roupas tendem a não enxugar direito e eu não quero correr o risco do Daniel ficar sem roupas)
Macacões para sair e para ficar em casa (guardei os macacões do Pedro e pretendo comprar somente uns 3 macacões para o Daniel sair)
Mantas (ainda não comprei nenhuma, mas pretendo comprar somente 4 e serão mantas leves por ser verão e ainda tenho uma manta de inverno do Pedro que ficou pro Daniel)
Calças Jeans (eu acho um charme bebês de calça jeans. Pena que eu dei as do Pedro! Mas pretendo comprar somente duas para poder passear e sair um pouco do uso do macacão)
Sapatos e sandálias (Temos duas sandálias e um sapato que foram do Pedro. Pretendo comprar somente uma sandália de verão e um sapato para o Daniel poder usar com calça jeans)
Toucas e Luvas (Não pretendo comprar porque acho desnecessário por ele nascer no calor e se for necessário usar, eu ainda tenho uma sacola com toucas e luvas que foram do primo e do Pedro que nunca foram usadas pelo Pedro. Estava vendo hoje que o Pedro nasceu com o perímetro cefálico de 35 cm e nenhuma touca que eu comprei couberam nele. Será que o Daniel terá um "cabeção" também?)
Camisetas (eu só comprei três e mostrei em vídeo. Mas são regatas para serem usadas em casa, quando chegar o momento de usar camisetas, eu vou lá e compro)
Banho de sol ou macacão regata curto (Eu só comprei um macacão curto e pretendo comprar somente mais uns dois.)

Eu por enquanto, estou focando em roupas de tamanho P que serão usadas nos dois primeiros meses. Ainda vamos comprar uma cômoda para colocar as roupas do Daniel, por isso que não estou exagerando na quantidade de roupas porque ainda não temos espaço para guardar tantas coisas. Decidi que iremos montar o berço após o nascimento do Daniel por conta do espaço e também para não ficar acumulando poeira. Mas eu estou louca para ver tudo montado e esperando ver aquele pedacinho de gente dentro do berço, dentro das roupinhas! Como não vamos poder pintar a parede em que ficará o berço, eu pretendo colocar umas prateleiras e fazer uma decoração simples. Quando tudo ficar pronto eu mostro para vocês. Mas vai ficar lindo. Tudo simples, mas feito com muito amor!
Mas chega de falação e vou mostrar para vocês as primeiras roupas que compramos pro Daniel e as roupas que são heranças do Pedro.

 
 Esse primeiro conjunto parece um pijama, mas não é. Eu acho que criança tem que ser vestida como criança. Por que eu estou falando isso? Porque eu vejo muitos pais vestindo as crianças como adultos e eu não acho legal. Eu estou achando dificuldade em comprar as roupas pro Daniel justamente por isso. É muita gola polo, muitas cores neutras e nada de estampas. Vamos respeitar as fases das crianças. Às vezes é bonito colocar uma roupa mais social na criança, mas não sempre. Daniel vai usar golas polos sim, mas para passear conosco ele vai vestido como a criança que ele é.
O macacão azul foi o primeiro que eu comprei. Comprei no dia que descobri o sexo do Daniel e para fazer a surpresa pro papai no dia dos pais. 
O conjunto e o macacão são tamanho P. O conjunto foi R$ 17,50 e o macacão foi R$ 9,90. Eles são de tecidos bem leves de algodão.

 Os bodies são outra dificuldade para comprar. Eu não encontro bodies com cara de criança. A maioria são lisos ou de listras. Ai, dando uma olhadinha na internet (Adoroooo) eu encontrei esses dois kits de bodies. Os três primeiros da primeira foto foram R$ 26,90 e os da foto abaixo com tema marinho em regata foram R$ 29,90.
O body da primeira foto com a frase "gatinho como o papai" eu comprei no dia que descobri o sexo do Daniel e fez parte da surpresa pro papai. A moça tirou a etiqueta do preço, mas foi R$ 9,90.
Quem quiser o link dos kits de bodies é só deixar nos comentários que eu passo para vocês.

 Lembra que falei de listras nos bodies? Eu acabei comprando uma. Esse body de listras foi R$ 9,90 e o da girafinha com hipopótamo foi R$ 6,50. O body liso azul foi R$ 18,90 e o branco foi (se não me engano) R$ 6,50. Eu não vou lembrar o preço de todas as roupas, porque já faz um tempinho.
Mas eu tento comprar roupas de algodão leve e que não vão "deformar" com as lavagens. Os bodies mais "homenzinho" eu comprei para o Daniel usar nos dias que formos pra Igreja. Já imaginou esse body azul com calça jeans? Vai ser de apaixonar!


O Daniel tem mais de 15 mijãozinhos (entre novos, herança do Pedro e alguns que ganhamos de doação) O preço dos bodies da primeira e segunda foto variam de R$ 4,00 a R$ 8,00. O body da segunda foto é tamanho M e foi R$ 6,50. É de um tecido bem fraquinho e daqueles que desbotam, mas para usar em casa está ótimo. 
Eu pretendia começar o enxoval comprando roupas tamanho P e M, mas devido às circunstâncias (diga-se dinheiro) e à dificuldade de encontrar roupas legais, eu decidi comprar somente roupas de tamanho P.
Minha sogra e cunhada deram alguns presentinhos pro Daniel que vou mostrar em outro post porque preciso tirar foto ainda e tem alguém (vulgo Pedro) com o meu celular :)
Eu me arrependo de não ter começado o enxoval mais cedo. Não fui antes pela preguiça de sair de casa e porque o meu marido sempre me mandava esperar um pouco. Agora estamos correndo para dar tempo de deixar tudo preparado. Uma loucura! Parece que os nove meses não são suficientes.
Semana que vem estarei indo novamente no centro da minha cidade e vou comprar o que falta de roupas. 
Lembram que falei que iria para São Paulo com a minha sogra? Acabou que não rolou e foi até melhor desse jeito. Só me estressei, mas passou e bola pra frente!

Como este post já está enorme, depois eu vou mostrar as roupas que foram do Pedro. 
São macacões que foram usados somente uma ou duas vezes e (pasmem) achei um que ele nem usou. Já comprei também a saída da maternidade. Eu não coloquei foto aqui, mas também temos meias novas e algumas que foram do Pedro.
Fico me perguntando porque não guardei mais coisas do Pedro. Principalmente os bodies de manga longa ao qual eu não encontro do jeito que eu quero. Os que eu encontro, estou achando o tecido grosso e queria um tecido mais leve. Mas tenho fé que vou encontrar!

E para terminar o post, temos uma boa notícia!!!
Me ligaram da clínica de especialidades e teremos consulta amanhã!!! 
Com essa crise que o Brasil tem enfrentado, os municípios também estão na mesma situação e aqui a área da saúde foi bem afetada. Para vocês terem ideia, a minha consulta foi marcada para seis e meia da manhã porque eles abriram uma nova agenda para atender a demanda.
Mas agora falta pouco, Daniel está mexendo pra caramba. Ele mexeu tanto ontem que fomos dormir 3 da manhã!!! 
É Daniel me apertando aqui dentro e Pedrinho me apertando aqui fora!!!
Só sei que (por mais que eu queira sumir às vezes) eu não vou negar que sou louca por esses meus meninos. É amor pra mais de metro!!!

Deixa eu ir encarar a TE-RA-PIA cheia de louça que está me encarando!!! hahahaha
Gaveta provisória do Daniel - Tem bem mais roupas e não está mais arrumadinho desse jeito!

Beijo meninas!!!


32 Semanas + Gravidez de Alto-Risco

E dia 17 tivemos a nossa sexta consulta de pré-natal. A médica, como sempre um amor. Estava mais amorosa do que de costume. Era "meu anjo" e "meu amor" para todo lado.
Ela estava feliz! Que bom hein?


Antes de fazer os procedimentos padrões, já fui me justificando de que comi tudo integral como ela "mandou" (porque ela não sugeriu, foi uma ordem). Porque eu estava com medo da balança! hahaha
Eu precisava me defender antes.
Apesar que eu dei umas escapadas. Comi bolo de chocolate (duas fatias) e comi torta de banana que marido pediu para eu fazer. Comi mais de 4 fatias, mas em dias diferentes. E como eu tenho que fazer o arroz integral só para mim, confesso que fiquei com preguiça várias vezes e acabei comendo o arroz branco normal, mas somente duas colheres de sopa.
E eu acho que aquela balança vive me trolando porque eu juro para vocês que tinha certeza de que tinha engordado uns três quilos de novo.
E para a minha surpresa, eu mantive o mesmo peso do mês passado. Interferência divina? hahahaha
Recebi um "PARABÉNS" bem grande e a recomendação de continuar comendo direitinho. Ah! Se ela soubesse! hahahahaha
Fiquei mais feliz do que pinto no lixo pelo parabéns!
Mas ai chegou a parte dos exames que ela tinha solicitado na última consulta. E para a nossa alegria, foram finalmente os exames do terceiro trimestre! Porque eu não aguento mais fazer jejum pros exames.
Mas como nem tudo são flores, encontramos a razão do meu ganho de peso repentino.
Ela pediu três exames diferentes (que não são protocolos no SUS) o de Sódio, Potássio e o TSH.
Os de sódio e potássio estavam dentro da normalidade, mas o TSH que medem os hormônios da tiroide (ou Tireoide?) deu alteração. Fui diagnosticada com hipotiroidismo.
Estou com hipotiroidismo desde o começo da gravidez e não sabíamos. Até agora o que tem nos sustentado realmente é o Senhor. Não tenho dúvidas disso, pois o hipotiroidismo é bastante perigoso para o bebê. Um dos riscos é o aborto no começo da gravidez e passamos por essa fase.
Ainda há riscos de parto prematuro, bebê de baixo peso... Esses são apenas alguns dos riscos...
Eu não quero falar mais sobre esses riscos porque eu tenho procurado não pensar neles. 
Estou certa que o Senhor está no comando de toda a minha gestação e Ele vai nos acompanhar até o nascimento do Daniel. Ele está nos protegendo!
A médica nos encaminhou para o pré-natal de alto risco. Logo agora no final da gestação, encontramos essa "pedrinha" no caminho. Eu estou esperando uma ligação da clínica de especialidades para saber quando será a próxima consulta de pré-natal. Agora é só ter paciência!
Na consulta eu me queixei de dores na região pélvica quando eu fico muito tempo sentada. A médica apalpou a região e disse que o Daniel está em posição cefálica, mas ainda não está encaixado.
Eu tenho a leve impressão que ele não vai esperar janeiro chegar!
Desde a última consulta eu tenho permanecido somente no pão integral, deixei de fazer o arroz, mas preciso me redimir e voltar para a "dieta".

Agora uma foto da semana 31


32 Semanas
Os sintomas continuam os mesmos. A azia às vezes vem, às vezes vai embora. Depende muito do que eu como. Quando eu como pão normal, alguma massa ela vem com força total.
Esse último trimestre tem sido bastante cansativo. Eu costumo dormir bastante. Bateu a oportunidade, lá estou eu dormindo. O Pedro tem ido para a escola e buscá-lo tem sido bem doloroso às vezes, pois a caminhada de 5 minutos agora se tornaram 15 minutos. #patachocafeelings
Pedro tem dado bastante trabalho. O comportamento dele (ou a falta) tem me deixado sem paciência. Muita birra, desobediência, choro sem motivo... Isso são só algumas coisas que ele tem feito diariamente. Fora a carência fora de controle que ele tem demonstrado...
E eu? Muitas vezes quero sumir do mapa. Esquecer os problemas, ter um tempo pra mim, esquecer o peso da responsabilidade...
Já pararam pra pensar o quantos nós, mães, temos uma responsabilidade sobre as nossas costas?
A gente acaba cuidando de todo mundo e muitas vezes ninguém cuida de nós...
Eu também estou bastante emotiva. Acho que são as circunstâncias que tem me deixado assim.
Semana que vem estaremos terminando o enxoval do Daniel e já vou começar a lavar as suas roupinhas e preparar a mala da maternidade.
Hoje o Pedro perguntou quando o Daniel iria chegar e daqui a oito semanas teremos mais um bebê para alegrar os nossos dias.


E é isso, não temos muitas novidades. Daniel no forninho mexendo muito e isso tem me confortado em meio às adversidades.
Às vezes eu queria ter um pouquinho mais de tempo para terminar de preparar tudo, porque essa gravidez passou voando. E não é clichê!
Estou devendo o post do restante do enxoval do Daniel, mas o desânimo é maior. Às vezes eu só queria ser igual as outras pessoas que tem uma gestação sem tantos problemas e ser aquela mulher que consegue preparar o enxoval do filho sem se preocupar tanto com o orçamento. Porque esses meus filhos adoram uma crise. 
Falei para meu esposo que não quero mais filhos, pois traumatizei! Espero que vocês me entendam! São os hormônios!!!

Beijos

13 de novembro de 2015

Enxoval do Daniel e Atualização

Hoje eu vim com um post bem diferente. Eu resolvi fazer um vídeo com as últimas comprinhas do Daniel. As primeiras roupinhas que comprei, eu vou fazer um post detalhado em fotos outro dia.
Bem, estamos com 30+4 semanas/dias de acordo com a data da última menstruação (DUM), mas de acordo com a primeira ultrassom, eu entrei na 31 semana ontem ou hoje, não lembro ao certo.
Segundo filho a gente não fica muito atento aos detalhes. hehehe
Hoje eu passei o dia praticamente de "cama", levantei somente para fazer o almoço porque marido vem almoçar todos os dias em casa. Almoço no fogo e eu deitada no sofá. Ontem eu tive contrações de madrugada, mas eram nada comparadas às contrações enquanto eu estava em trabalho de parto do Pedro, mas as reconheci logo que as senti. Foram nada regulares, foram somente cólicas mais fortes que doíam as costas. Não tem como explicar como elas são, só passando para saber e como eu já tive um parto normal foi fácil para mim reconhecer.
Ai hoje a minha pressão passou o dia bem baixa. Acho que é o calor absurdo que tem feito. Tenho buscado o Pedro todos os dias, mas hoje eu pedi para meu esposo ir buscá-lo para mim. 
E essa semana foi a semana do sono. Tenho dormido bem a noite e acordado somente umas duas vezes na noite para fazer xixi (eu não faço muito xixi porque eu não bebo muita água, acabo esquecendo. Preciso melhorar isso!) e durmo até meio dia do outro dia. Estou me sentindo uma ursa que está hibernando.
Ontem também (depois de quase uma semana sem) a azia voltou com tudo. Levantei duas vezes, tomei um copo de leite gelado e tentei dormir. Demorou, mas funcionou. Tive azia porque comi farofa no jantar e no almoço. Como estou comendo a maior parte dos alimentos integral, a azia deu uma tregua.
Percebi que o que tem me dado azia é tudo que vai trigo. Então, dieta sem trigo até o Daniel nascer. Hoje comi uma paçoca e roubei uns salgadinhos do Pedro. Sai da dieta! Mas ninguém é de ferro, não é? 
Quarta, aproveitei que fui buscar o Pedro e acabei me pesando. Fiquei feliz comigo mesma, engordei uns gramas somente.
Mas como na carteira do pré-natal ela só coloca valores cheios, a médica vai me encher o saco dizendo que engordei um quilo e eu sei que não foi. 
Estou fazendo a minha parte.
Amanhã, pretendo ir ao posto de saúde tomar a bendita vacina das 27 semanas. Quando eu fui, eu tinha esquecido minha carteira de vacinação e a enfermeira falou que eu poderia tomar quando eu fosse na minha próxima consulta. Ela falou até que semana poderia tomar a vacina, mas eu não lembro.
Não quero esperar para tomar no dia da consulta porque provavelmente estarei indo para São Paulo terminar o enxoval do Daniel, mas ainda não é certo. Dizem que dói pra caramba, vou tomar por ser necessário. 
Mas sou abençoada porque sempre fui certinha com vacina e as minhas estão todas em dia, até hoje só precisei tomar a da gripe.
Na gravidez do Pedro, eu só tomei a da gripe porque minhas vacinas estavam dentro da validade. Pena que dessa vez, eu não escapei!
Sobre o arroz integral, eu realmente não gosto dele. Aprendi a prepará-lo, mas a minha maior dificuldade é porque somente eu como. Pedro come na escola e marido quando eu falo que vou fazer arroz integral para nós, ele inventa de que não vai almoçar em casa. Ontem eu fiz ele na panela de pressão com calabresa e ficou muito bom, com o gosto forte ainda e ele é meio borracha. Só não gosto de comê-lo quando ele sobra pra noite ou pro dia seguinte. Esse arroz (pra mim) tem que ser consumido logo após o preparo.
Mas, como eu disse, alguns alimentos integrais eu vou continuar consumindo depois do parto para auxiliar na perda de peso e também por ser mais saudável.
Não falei para vocês (ou falei), mas eu tenho asma e minha maior preocupação era se poderia utilizar os remédios que uso no tratamento. Passei com o médico que me acompanha desde que o Pedro tinha 4 meses e ele falou que tem remédios para asma que não são recomendados, mas os meus podem ser usados de forma segura.
Uso dois tipos de remédio para prevenção da crise duas vezes ao dia. Bem, é para usar todos os dias, mas acabo esquecendo. Tenho consulta a cada três meses para reposição dos remédios e para acompanhamento. 
E no caso da crise, eu tenho uma bombinha de asma que só deve ser usada na crise e ainda bem que não precisei usar.
Ainda hoje, vou retomar o uso porque estamos com um tempo bem seco e a minha rinite já está dando as caras e quando a rinite resolve aparecer, a crise vem logo em seguida.

Mas, enrolei demais já. Vou deixar vocês com o vídeo. Quero que me desculpem pela péssima qualidade da imagem, estou sem câmera e antes do Daniel nascer vamos ter que comprar uma. Celular é ótimo, mas uma boa câmera faz falta.
Perdoem a minha cara sem maquiagem e inchada e pela edição "porca", fiz pelo youtube e não estou tendo muita paciência de parar e editar bonitinho. 
Ah! Alguém sabe me dizer porque o meu computador não reconhece os vídeos que faço no celular?
Se vocês quiserem mais vídeos, é só me dizerem ok? Quero providenciar logo uma câmera e prometo colocar uma maquiagem na cara no próximo vídeo!



PS> Comecei o post na quinta, então considerem o ontem como quarta-feira e o hoje como quinta-feira.

9 de novembro de 2015

30 Semanas do Daniel no Forninho + Dieta

Voltei depois de 5 semanas longe.
Bateu o desânimo e toda vez que eu pensava em vir aqui registrar as semanas, eu ia dormir.
Essas semanas estão sendo bem cansativas e eu tenho aproveitado ao máximo para descansar. Semana passada choveu bastante e o Pedro não foi pra escola e aproveitamos ao máximo para dormir de tarde agarradinhos.
Esse post vai ser um misto de desabafo mesmo (já perceberam, não é?)
Sobre o enxoval do Daniel
Está indo do jeito que dá. Meu esposo é autônomo e a empresa em que ele trabalha, o movimento reduziu uns 60%. E a nossa renda caiu drasticamente. Então estamos comprando as coisinhas do Daniel conforme dá. 
Nu o Daniel não vai ficar, mas estou comprando coisas bem básicas mesmo.
O que falta:
Bebê conforto
Bodies de manga longa porque geralmente chove em janeiro 
Bodies tamanho M
Mijãozinho tamanho M
Macacões novos para sair
Macacão estilo banho de sol
Mantas (não comprei nenhuma ainda)
Mosquiteiro (não vou comprar o kit berço. Acho desnecessário)
Banheira
Cômoda ou Guarda-roupa Pequeno (ainda não decidi. O faz-me-rir vai falar mais alto)

Mas eu vou falar mais sobre o enxoval em outro post, já tirei fotos de algumas coisas que comprei e semana que vem acredito que encerro a sessão "roupinhas" e itens de berço e vai ficar faltando só os itens mais caros.

Sobre as 30 semanas


Eu estou com o rosto gordo, tirei uma foto ontem (domingo) e eu me senti feia, rosto cansado. Daniel continua mexendo, mas ainda continua mexendo bem menos do que o Pedro.
Eu sou muito abençoada porque esses meus filhos nunca me incomodaram com falta de ar ou chutes nas costelas. O Pedro chutava bem forte e o Daniel é mais calmo. Ele fica só nos "cutuques".
A azia continua. Já até me acostumei e nem reclamo mais e falta somente 10 semanas (10 SEEEMAAANAAAASSSS) para eu ver o rostinho mais lindo desse mundo!
Eu tô mais curiosa para saber como vai ser o rostinho dele, ouvir seu chorinho (não de madrugada hahaha), de sentir seu corpinho nos meus braços, ver aquele sorrisinho de felicidade a cada mamada (mesmo sendo involuntário), de pegar aquela mãozinha pequena entre as minhas.
Só sei que é muito amor que mal cabe dentro de mim.
Mesmo nesse "aperto" que estamos passando (meus filhos adoram crises para nascer. Quando o Pedro nasceu, nós estávamos passando por uma crise financeira pessoal. Tínhamos dinheiro pra nada e o Daniel escolheu a crise nacional para vir ao mundo), eu sou muito grata de poder gerar uma vida.
Claro que eu me sinto triste e até mesmo com raiva de não poder comprar tudo o que eu quero pro Daniel, mas eu sei que foi o Senhor que nos mandou esse anjo e ele já é uma benção na nossa vida.
Nós já cortamos tantos gastos e o momento é de sabedoria. Nós temos saúde e é o que importa.
A insônia deu uma tregua e eu estou conseguindo dormir bem melhor.
Algo que tem começado a me incomodar essa semana, são dores (pontadas) lá embaixo na benedita. A cada passo que dou é uma pontada, mas ainda bem que não são todos os dias.
Continuo sentindo dor no quadril após serviço doméstico ou se ando muito ou se fico muito tempo em pé.
O Pedro tem reagido bem a gravidez ainda, só tem passado por uma fase de rebeldia que tem me deixado sem paciência (não sou perfeita). E confesso que estou preocupada como vou conseguir conciliar atenção para os dois. Vou tentar incluir o Pedro nos cuidados com o Daniel sempre que der, porque o Daniel veio somar e não tirar o lugar do Pedro.

Dieta
Até a minha última consulta do pré-natal eu já tinha engordado 10 kg. E desde o começo da gravidez a médica tinha falado que eu não poderia engordar um grama, mas mesmo comendo pouco, porque gravidez não significa que temos que comer por dois, mesmo não exagerando nos doces e cortando refrigerantes e batata eu engordava de 3 a 4 kg no mês.
Sabe como eu me sentia? Péssima! Desanimada! Decepcionada! Com vontade de chorar!
Porque eu sabia que não estava enfiando o pé na jaca.
A cada consulta, a médica passava exames e mais exames.
Duas consultas atrás, ela ficou desconfiada de diabete gestacional, fiz os exames e glicemia ok.
Ai na última consulta ela passou mais exames.
Repeti exame de urina e urocultura, ela passou um de HIV (acho que fiz os exames do último trimestre junto), o de toxoplasmose de novo e passou três diferentes. O de sódio, potássio e da tireoide (TSO).
Final dessa semana já vou buscar o resultado pois tenho consulta próximo dia 17.
Desde o começo da gravidez, ela me aconselhou a comer o arroz integral (cara de nojinho mode on), mas eu nem cheguei a comprar e reduzi a quantidade do arroz branco, mas nada adiantou.
Então nesse último mês, eu fui obrigada a substitui o arroz, o pão, o leite, as bolachas. Até a margarina está sendo a light e o iogurte está sendo o desnatado (uma delícia!!! Estou sendo sincera agora. Muito bom mesmo.)
Me pesei na semana passada e eu consegui manter o peso da última consulta. Confesso que dou uma escorregada no arroz, porque eu tenho que fazer somente pra mim e bate uma preguiça e o arroz é borrachudo, mais duro de cozinhar e tem um gosto forte.
Não gostei! 
Agora eu sou a louca do integral. Vou nas prateleiras do supermercado e saio procurando os integrais, encontrei até bolacha cream cracker e maizena integral.
Faz um mês que não compro batata e estou aprendendo a substituir. Hoje eu fiz abóbora refogada e estava uma delícia.
São hábitos que quero levar além da gravidez.

Bem, é isso o pequeno resumo do que anda acontecendo. Volto com o enxoval do Daniel.

26 semanas. Acabei não tirando foto de todas as semanas... 

Beijos

A história de Pedro e Mamãe

A história de Pedro e Mamãe