10 de abril de 2017

Como tudo Anda...

Sinceramente? Um caos. Ser mãe de dois é estar com um liquidificador ligado sem tampa. Uma loucura!
Ainda bem que não prometi que logo voltaria, porque nem pro sono interrompido eu tenho voltado.
Já são quase oito e meia da noite e eu estou um caco. Meus olhos querem fechar, meu corpo quer ficar em inércia e minha mente está em choque. Sim, estou com um misto de dor de cabeça e uma necessidade de ficar alerta.
Afinal, com dois filhos, temos que estar com um olho no padre e outro na missa.
Daniel acabou de acordar da soneca e enquanto ele dormia eu só consegui dobrar e guardar algumas roupas, dar banho no Pedro e prover algo para ele comer.
O tempo passa muito rápido.
Estou destruída aqui no sofá ao lado de uma montanha maior que o Everest de roupas.
(Sim, de onde saiu aquelas que eu ja guardei, saíram e está saindo muito mais)
Queria que o saldo da minha conta bancária se multiplicasse igual a roupa suja dessa casa.
E sem falar da louça suja e da bagunça eterna. Todos as noites eu organizo tudo antes de dormir, mas é um serviço infinito.
Ontem, olhando para o cesto de roupa suja, prometi para ele que hoje eu acabaria com ele, mas por enquanto ele está lá rindo da minha cara.
1x0 para o cesto.
Agora vou dar comida pro Daniel e depois encarar as roupas dos meninos pra passar!
Ah! Não tenho vergonha de dizer que não estou dando conta. Somos humanas e sabe, mesmo sem darmos conta, fazemos muito mais do que os homens quando estão em casa.
Agora #partiu apartar a briga dos meninos.
Depois eu volto, quem sabe quando eu vencer o cesto de roupa suja hein?
Ah! Falei do choro infinito no seu ouvido? Fica para um próximo papo...

A história de Pedro e Mamãe

A história de Pedro e Mamãe